Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 Oliveira Wanderley
 Muitas Outras
 Valderi Tavares - Assu
 Robson Pires
 Kallina Kelly
 No minuto
 Janduis Online
 Marcos Dantas - Seridó
 Robson Carvalho
 Luciano Santos
 Bira Viegas
 Agreste Online
 Gustavo Nobrega
 Folha Patuense
 Radio Cabugi do Seridó




Trapoferino
 


A evolução do ensino no Brasil

 

O trapo recebeu este e-mail, achou interessante, e publica:

1. Ensino de matemática em 1950
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda.
Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970

Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980

Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
(  )R$ 20,00 (  )R$ 40,00 (  )R$ 60,00 (  )R$ 80,00 (  )R$ 100,00

5. Ensino de matemática em 2000
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
(  )SIM (  ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2009
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Se você souber ler, coloque um X no R$ 20,00.
(  )R$ 20,00 (  )R$ 40,00 (  )R$ 60,00 (  )R$ 80,00 (  )R$ 100,00

7. Em 2010 já está assim
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00. O custo de produção é R$ 80,00.
Se você souber ler, coloque um X no R$ 20,00.
(Se você é afro descendente, especial, indígena ou de qualquer outra minoria social não precisa responder).
(  )R$ 20,00 (  )R$ 40,00 (  )R$ 60,00 (  )R$ 80,00 (  )R$ 100,00.



Escrito por Idi Ota às 22h12
[] [envie esta mensagem
] []





Fuja das fórmulas prontas antes que seja tarde


Esse negócio de importar fórmulas prontas nunca deu certo em canto nenhum do mundo.

Nem aqui, nem na China.

Vamos ao que interessa.

Quando a rejeição ao governo Micarla beirava inacreditáveis 80%, sapecaram uma campanha publicitária no ar com o mote “Você não sabia, mas agora sabe e aprova”.

Um dos VTs mostrava uma mãe recém-parida, feliz da vida, dando o testemunho do atendimento primeiro-mundista na maternidade Leide Morais.

Logo depois a maternidade fechou.

Agora a Prefeitura joga no ar uma nova campanha.

A do trabalho, trabalho e trabalho.

[ Parece até clone daquela de Wilma.]

Aí as reclamações de atraso no pagamento de salário se proliferam no twitter.

Um barnabé municipal de alto coturno dá o veredicto: “O atraso no pagamento aos servidores é o começo do fim de qualquer administração, a prova que nada ali funciona.”

Uma tuiteira ironiza: “Passando o comercial da Prefeitura de Natal e Painho diz: Isso tudo é onde mesmo, heim? Eu não queria nem rir, mas não deu.”

O Trapo aciona Idi Ota para saber o motivo do atraso de salários. E ele, no melhor estilo cabra safado com um vidro de óleo de peroba na mão, arremata:

— Vou ligar para uma amiga minha do Iprevinat.

Inda mais essa: Idi Safadão.

Ninguém merece!



Escrito por Idi Ota às 21h57
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]